Plante Refúgio

O plantio da área de refúgio é fundamental para manter a eficiência da tecnologia Intacta.

As plantas com a tecnologia Intacta produzem a proteína Bt (Cry1Ac), que causa a morte de insetos-praga. Entretanto, o uso incorreto dessa tecnologia pode prejudicar a sua eficiência.

Para preservar a eficiência da tecnologia é importante manter um pequeno grupo controlado de insetos vulneráveis à proteína Bt. Desse modo, eles vão acasalar e manter uma pressão seletiva baixa naquele ambiente, reduzindo o risco de surgimento de insetos-alvo resistentes. Ou seja, plantando a área de refúgio a tecnologia Intacta funciona melhor e se mantém eficiente por mais tempo.

Como plantar a área de refúgio?

A área de refúgio não precisa necessariamente ser contínua. O produtor pode intercalar os talhões com tecnologia Intacta e as áreas de refúgio. Entretanto, existem algumas regras importantes:

  • 20% da área total da lavoura deve ser ocupada por soja convencional ou não intacta.
  • Nenhuma área semeada com Intacta pode estar distante mais de 800 metros de uma área de refúgio.
  • A cultivar semeada como refúgio deve ter um ciclo similar à cultivar de Intacta.
  • O manejo da área de refúgio deve ser conduzido como qualquer área de refúgio não-Bt. E o manejo com inseticida deve ser realizado somente quando a infestação de pragas atingir os níveis de ação recomendados pela Embrapa.
  • Inseticidas a base de Bt não devem ser utilizados nas áreas de refúgio.

 

Confira abaixo algumas configurações possíveis de área de refúgio:

 

Plante refúgioRefúgioRefúgio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atenção! Para maiores informações sobre refúgio, consulte um engenheiro agrônomo.

Confira também outras informações sobre o plantio de refúgio no site oficial da Intacta.

Grupo Atto
Grupo Atto
Grupo Atto
Grupo Atto
Grupo Atto
Atendimento Online